casal

Recupere a libido e tenha uma vida sexual saudável

A qualidade da vida sexual é um dos fatores que ajudam a melhorar o bem-estar físico e psicológico dos adultos. Mas, há uma série de problemas que condicionam a atividade sexual e que são determinados pela idade, estresse ou outras circunstâncias fisiológicas. 6 inimigos do sexo, conheça quais são e saiba como tratá-los.

Anorgasmia coital

É definido como a ausência permanente de orgasmo através da rota de penetração. Ocorre mais frequentemente em mulheres, mas também é sofrido por homens. É, fundamentalmente, um problema com raízes psicológicas, diminuição de libido e outras. Experiências sexuais traumáticas, fatores culturais, falta de desejo e confiança .

Tratamento: As técnicas terapêuticas contribuem para resolver com sucesso esta disfunção. Recuperar o relacionamento positivo através da comunicação com o casal é uma dessas molas.

Falta de desejo sexual

A mulher perde o interesse pela relação sexual, muitas vezes motivada pela idade, pelo emocional ou pela relação do casal.

Tratamento: Ter uma dieta saudável, praticar exercícios, ir a um psicólogo e conversar com o parceiro. As vezes um bom estimulante pode funcionar como um viagra natural para a mulher, como no vídeo:

Vaginismo

Os músculos inferiores da vagina se contraem involuntariamente, tornando o ato sexual muito difícil. Pode ocorrer tanto em mulheres que nunca tiveram relações de penetração, como naquelas que as tiveram e também tem suas causas em fatores de tipo psicológico e cultural.

Tratamento: Os especialistas ajudam a desvendar as origens desses medos e ansiedades com o objetivo de que a mulher recupere sua vida sexual.

Disfunção erétil

Também conhecida como impotência sexual, é o problema que mais afeta a população masculina em todo o mundo. O homem não é capaz de manter uma ereção firme o suficiente para desenvolver atividade sexual sem dificuldade. O envelhecimento natural está por trás dessa deficiência, mas também o consumo de estimulantes, como café, álcool e tabaco, obesidade e estilo de vida sedentário.

Tratamento: A disfunção erétil é combatida através de medicamentos orais, injeções intracavernosas, géis, ondas de choque e até mesmo cirurgia.

casal

Ejaculação precoce

Há consenso em determinar que esse a ejaculação precoce é descrito como a perda de controle sobre o reflexo ejaculatório do homem.

Tratamento: Existem drogas que podem ajudar a retardar a ejaculação, mas também técnicas – algumas popularmente batizadas como ” parar e continuar” – que permitem “treinar” o paciente a dilatar o fluxo. Por outro lado, várias investigações médicas mostraram que os medicamentos antidepressivos têm efeitos colaterais positivos nessa área.

Ejaculação atrasada

É o oposto da ejaculação precoce. Há homens que não conseguem ejacular durante um relacionamento sexual ou o fazem muito tarde.

Tratamento: Terapia comportamental e medicações podem ajudar a aliviar os sintomas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *