Engane seu cérebro e emagreça mais rápido

Emagrecer é um conjunto de atitudes pró-ativas que levam ao nirvana do corpo desejado e saudável. Comer apenas o necessário para a sobrevivência sem sentir necessidade de acumular nutrientes para uma suposta escassez (e com isso aumentar a barriga e o culote), mexer mais o corpo deixando de ser refém das comodidades do século XXI – ninguém quer que voltemos a morar em cavernas, mas tirar o carro da garagem para comprar pão na esquina é um pouco de exagero, não? – e fazer com que o cérebro sinta que o organismo está sendo bem tratado. Mesmo que seja preciso enganá-lo.

Pesquisadores debruçaram-se sobre os hábitos à mesa e descobriram que se algumas pequenas mudanças forem feitas, o cérebro vai aceitar melhor sua determinação em eliminar peso. Parece bobagem à primeira vista, mas acompanhe e perceba o sentido que  tudo o que for dito fará, inclusive na balança.

Ao invés de comer em pratos convencionais, coloque as porções em pratos de sobremesa ou pires. Isso mesmo. Quando o cérebro vê um prato cheio, associa-o a sensação de saciedade; já que é assim, coloque o que vai comer em pratos pequenos.

Troque os copos baixos por copos altos, mas com a mesma capacidade. Nossa massa cinzenta tende a achar que copos baixos tem menos quantidade; a tendência natural é tomar mais de um copo de bebida por refeição. E não tenha medo: já existem copos longos com design lindo e perfeitamente funcionais.

Use pequenas cumbucas ao invés de tigelas grandes. Válido na hora da famosa sobremesa calórica. Aquele sorvete ou aquele flan da mamãe são uma delícia, mas já estou vendo a cara de culpa de quem a come em cima de uma esteira. Deixe as tijelas grandes para as saladas!

Sirva-se de comida com colheres de chá. Demora? Exatamente. E é essa a ideia; ao invés de cair na tentação de lotar o prato com aquelas conchas enormes, o ir e vir das pequenas porções fará com que o cérebro não faça você gastar energia à toa e se satisfaça com a pequena porção colocada com a colher de chá.

Ajuda do hibisco para emagrecer

Quantas vezes você já ouviu sobre os poderes milagrosos de um chá qualquer para emagrecer? Tenho recebido diversos e-mails sobre o chá feito de uma flor chamada hibisco, presente em editoriais de inúmeras revistas e sites, e a pergunta não poderia ser outra: chá de hibisco emagrece? Minhas ressalvas contra os chás supostamente emagrecedores vêm de uma época em que qualquer pilantra fazia propaganda na tevê prometendo “milagres”, mas hoje tenho meus médicos, a ANVISA e o Google para me esclarecer. Pois vejamos o que existe de concreto sobre o chá de hibisco.

O que é o hibisco?

O hibisco em questão é um arbusto que produz flores amareladas, usadas tanto como planta ornamental quanto medicinal. Eea tem origem asiática e africana. Mas atenção: não confundir o hibisco ornamental encontrado em ruas e avenidas, e cujo nome científico é Hibiscus rosa-sinensis, com o hibisco medicinal, cujo nome científico é Hibiscus sabdariffa. Ela também é conhecida como vinagreira ou quiabo-roxo.

Afinal, hibisco emagrece?

Antes de responder à pergunta, que tal falar sobre as propriedades comprovadas do chá de hibisco?

O chá de hibisco é antioxidante, por isso ajuda a eliminar os radicais livres, e anti-inflamatório.
O chá de hibisco é altamente digestivo, impedindo a absorção da gordura e de carboidratos simples, e diurético, pois ajuda no funcionamento dos rins.
A flor do hibisco é rica em vitamina C, que além de ser antioxidante é um importante coadjuvante na boa circulação sanguínea, e em cálcio, importante mineral que ajuda tanto no fortalecimento dos ossos quanto no emagrecimento.
Sim, o chá de hibisco emagrece, desde que aliado aos bons e velhos preceitos do emagrecimento saudável: alimentação balanceada e atividades físicas. Mais duas coisas: consulte seu médico antes de tomar chá de hibisco, e se não houver nenhuma contraindicação, consuma o chá do Hibiscus sabdariffa! Não confunda com o outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *